Startup aluga o seu carro no CE e pode gerar renda extra de até R$ 2 mil; entenda

Instagram vai ‘esconder’ número de curtidas nas fotos no Brasil
17 de julho de 2019
Vazam quase 250 GB de dados bancários; saiba como se proteger
24 de julho de 2019

Startup aluga o seu carro no CE e pode gerar renda extra de até R$ 2 mil; entenda

Novo modelo se assemelha ao Airbnb, só que para veículos, e chegou a todas cidades cearenses este mês.

Empresas e pessoas físicas podem alugar seus carros e até somar uma renda extra de até R$ 2 mil no mês, segundo dados apresentados pela MoObie, startup de compartilhamento de veículos.

O novo modelo de negócio funciona como o Airbnb, mas em vez do proprietário disponibilizar a sua casa para o aluguel, ele entrega as chaves do carro para, no mínimo, uma diária. “A ideia era ajudar a mobilidade do Brasil, trazendo uma inovação”, aponta Tamy Lin, CEO e fundadora da plataforma.

De R$ 64,00 a R$ 296,00
O preço das diárias em Fortaleza varia, dependendo do modelo do automóvel oferecido.

Modelo consolidade nos EUA e em alguns países europeus

De acordo com Tamy, esse estilo de serviço já existe e está consolidado nos EUA e na Europa, como na França. Durante um período sabático, ela resolveu conhecer e testar pessoalmente o sistema antes de empreender e apostar nessa solução de mobilidade no País.

“Esse modelo é o futuro, de economia compartilhada. Você evita colocar mais automóveis nas ruas e consegue gerar renda para as pessoas”, pontua.
Um novo argumento, aliás, é o que tem motivado os brasileiros a deixarem de lado o ciúme pelo carro para melhorar o orçamento familiar. “Tem pessoas tirando até R$ 2 mil por mês e tem que tira R$ 500 ou R$ 800 todo mês”, ressalta.

Paulista, dono de um Sentra, já faturou R$ 10 mil alugando o próprio carro

O aplicativo está ativo no País desde maio de 2017, tendo São Paulo como o primeiro estado com o sistema consolidado. Nesses dois anos, a cidade conta com “superparceiros”, é o caso de Diogo Arakawa, proprietário de um Nissan Sentra 2015, que faturou, desde o seu cadastro em março de 2018, cerca de R$ 10 mil com a plataforma.

“Se você quiser tirar R$ 150,00 líquido todo mês de investimento, você teria que investir mais de R$ 30 mil e isso são cerca de duas diárias. Quem precisa manter o carro para usar às vezes, pode usar o aplicativo”, destaca.

Cearense acumula alugueis do seu Onix para quitar despesa de R$ 3 mil

Na Capital cearense, a engenheira civil, Carolina Holanda, está no caminho para ser um “superparceiro”. Proprietária de um Chevrolet Onix 2014, em menos de quatro meses, já soma mais de 10 alugueis em seu perfil. Esse saldo seria maior, até o quádruplo, se ela tivesse mais tempo na agenda para entregar seu carro aos clientes.

“Às vezes não dá certo alugar porque as pessoas querem retirar o carro no meio da manhã ou da tarde. Como trabalho, não tenho essa disponibilidade”, explica.

Cobrando R$ 75 por dia, com uma média de solicitação de três dias, em sua maioria no fim de semana, por enquanto ainda não conseguiu liquidar as dívidas básicas do seu carro: seguro, licenciamento e IPVA, que somam próximo de R$ 3 mil. Porém, se este segundo semestre mantiver o mesmo ritmo deste período de férias, a conta vai fechar mais rápido.

A procura pelo seu cadastro no aplicativo, segundo Carolina, ocorreu por ter uma moto como meio de transporte, assim o carro ficava abandonado na garagem.

“Eu não quero me desfazer do carro pelo meu lazer, fazer alguma viagem aqui perto, sair à noite e minhas necessidades também. Foi uma forma que encontrei para continuar com ele e diminuir as despesas de manutenção”, declara.

Quais as exigências para alugar seu carro?

Para se cadastrar, os requisitos exigidos são:

o ano de fabricação deve ser a partir de 2009;
o carro ter menos de 120 mil quilômetros rodados;
Carros rebaixados, tunados e blindados, entre outras customizações, não são aceitos pelo aplicativo devido as regras do seguro;
Proprietário, chamado de parceiro, precisa de um seguro completo e estar com a documentação e manutenção em dia, além de uma conta corrente ativa para pagamento das reservas.
Para atrair mais e novos clientes, a dica é ter um diária com preço próximo de concorrentes e locadoras, agenda sem muitas restrições e estar em uma área com maior volume de pedidos.
Plataforma desconta 20% da diária

Do parceiro será descontado o percentual de 20% de cada diária e os pagamentos serão feitos nos dias 10 ou 20 de cada mês, desde que decorridos 5 dias úteis do recebimento dos valores das transações.

“As principais preocupações das pessoas que alugam é o seguro e as multas. Os clientes são os responsáveis por pagar pelas infrações e as avarias, se for pequeno a gente não aciona a franquia e fazemos três orçamentos, sendo intermediária entre as partes. Se ficar acima, o cliente paga a franquia. Nunca é usado o seguro do proprietário”, explica.

 

Fonte: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/negocios/online/startup-aluga-o-seu-carro-no-ce-e-pode-gerar-renda-extra-de-ate-r-2-mil-entenda-1.2125024